POR

A Arquitetura e o Urbanismo cantados em Samba no Carnaval do Rio

19/02/2020
Marcus Paulo: “Nós estamos sendo os arquitetos da
folia e a Unidos da Tijuca será uma grande surpresa
na avenida”
Foto – Arquivo Pessoal

A Arquitetura e o Urbanismo vão entrar na avenida em grande estilo no Carnaval do Rio de Janeiro deste ano. A Unidos da Tijuca, escola de samba que nos últimos dez anos foi três vezes campeã (2010, 2012 e 2014) do mais disputado Carnaval do Brasil, vai contar em seu samba-enredo de 2020 a história da Arquitetura e do Urbanismo, dos tempos antigos até as obras de Oscar Niemeyer, culminando com a apresentação de soluções – como a favela ideal, onde seus moradores vivem de forma digna. O desfile da Unidos da Tijuca começa à meia noite e meia do dia 24, próxima segunda-feira (00:30 de terça-feira, dia 25, ou GMT 3:30 AM).

Para contar um pouco como será esse desfile – apenas um pouco, pois a Unidos da Tijuca não gosta de fazer spoilers de seu Carnaval – entrevistamos um dos três carnavalescos responsáveis por desenvolver o enredo da escola, Marcus Paulo, que há 16 anos trabalha com escolas de samba (já passou por Mangueira, Portela, Grande Rio e Caprichosos de Pilares e também é carnavalesco da Acadêmicos da Rocinha). Marcus é formado em Design, com pós-graduação em Cenografia, e faz mestrado também em Design na Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Como a Unidos da Tijuca pretende mostrar a Arquitetura no Carnaval do Rio?

Nós vamos contar a história da Arquitetura e do Urbanismo, começando pelas maravilhas da humanidade, as grandes construções que carregam em suas paredes as vivências e os traços da nossa história. Em seguida, traremos as diferentes arquiteturas que influenciaram as construções em nosso país: a arquitetura indígena, nativa de nossa terra; a dos momentos de Brasil Colônia, Império e República; e a mais moderna, onde daremos uma grande ênfase a Oscar Niemeyer – que disse que as linhas sinuosas do Rio de Janeiro, entre rios, montanhas e praias, sempre inspiraram sua Arquitetura.

A Unidos da Tijuca não permite fotografias em seu barracão e só divulga fotos de
detalhes das alegrias. O suspense sobre o desfile é a marca registrada da escola
Foto Mauro Samagaio/Unidos da Tijuca

Logo depois, o desfie passará para o setor das causas e efeitos das ocupações desordenadas em nosso planeta. Estamos vivendo numa montanha de lixo, consumindo exorbitantemente materiais que agridem o meio ambiente, e descartando esses materiais direto na natureza. A Unidos da Tijuca fará esse grande alerta: estamos nos extinguindo deste planeta, estamos acabando com a Terra de uma forma que nós não conseguiremos mais viver nela.

Por fim, mostraremos no desfile o grande sonho de todo arquiteto e urbanista: a cidade perfeita, com espaços de convivência saudável, energia limpa, coleta de lixo correta, soluções que tragam dignidade de moradia às pessoas. Mostraremos a favela perfeita, a favela dos sonhos, onde tudo funciona, onde todos os espaços são definidos e arquitetados urbanisticamente para que seus moradores tenham uma vida de convivência perfeita.

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) tem sido nosso parceiro e está nos ajudando a mostrar o que seria essa cidade perfeita, com moradias dignas. Queremos contar que é possível ter uma convivência com a natureza, com uma melhor utilização e organização do espaço, com locomoção adequada, espaços de convivência saudáveis e para praticar esportes e caminhar, em que as pessoas tenham dignidade em morar ali. As pessoas que moram nas favelas não querem ser retiradas do local onde vivem, elas amam aquele pedacinho de chão. O que elas querem é que seu pedacinho melhore. A Unidos da Tijuca e o CAU pretendem mostrar que isso é possível, e não está longe.

Como morador do Rio de Janeiro, qual o maior problemas que você percebe na cidade?

O grande problema do Rio, e acho que do Brasil como um todo, é a ocupação desordenada: a falta de organização na ocupação dos espaços causa deslizamentos, alagamentos, assoreamentos, a poluição terrível da Baía de Guanabara e dos nossos rios. Tem também a questão da coleta do lixo. Muitas vezes percebo que as pessoas separam o lixo em casa, mas a coleta municipal vem e junta tudo. Esse trabalho de formiguinha de cada um é jogado fora pelo poder público. Além disso, qualquer chuva no Rio é motivo de desespero, não só de alagamentos, mas também de desabamentos.

O enredo apresentou alguma dificuldade para ser desenvolvido pela equipe de carnavalescos?

Todos falam que seria um tema difícil, mas não foi. Será um carnaval de construção e desconstrução, perfeito para o que estávamos pensando, e no próprio estilo da Unidos da Tijuca e nosso também, dos três carnavalescos da escola – eu, Paulo Barros e Hélcio Paim. Não tivemos dificuldade, está sendo um carnaval divertidíssimo de se fazer, com soluções maravilhosas. Nós estamos sendo os arquitetos da folia e a Unidos da Tijuca será uma grande surpresa na avenida.

Arquitetura dá samba?

Olha, dá samba sim, e deu um dos melhores sambas do carnaval de 2020. Aqui na Unidos da Tijuca, já estamos achando que é um dos melhores sambas da história da escola. É uma poesia! Escalamos uma equipe de bambas para fazer o samba: Jorge Aragão, Dudu Nobre, André Diniz, Fadico e Totonho, todos grandes compositores conhecidos nacionalmente. Eles arquitetaram um grande samba, uma obra de arte, com uma estrutura sólida e com linhas sinuosas como a Arquitetura de Oscar Niemeyer. Eu acredito que todos os arquitetos que ouvirem nosso samba se sentirão representados.

Dá para adiantar qual será o grande trunfo da Unidos da Tijuca para encantar o público e conquistar o título com a Arquitetura?

Nós sempre gostamos de fazer muito mistério, é uma marca registrada da Unidos da Tijuca. Quando nossa escola sair do barracão, as pessoas não entenderão o desfile, porque não é um desfile que se compreenderá dentro do barracão ou na concentração. Ele só será entendido quando a Escola começar a desfilar. Arquitetura e Urbanismo nos rendeu ideias maravilhosas. Coisas acontecerão o tempo inteiro em todas as alegorias, em todas! Coisas aparecerão, sumirão, se transformarão... Aproveitamos o que a Arquitetura permite – construção e desconstrução. Acredito que o público irá adorar o grande espetáculo que estamos preparando.


Conheça o samba-enredo da Unidos da Tijuca, “Onde moram os sonhos”, que será apresentado pela escola em seu desfile.
https://www.youtube.com/watch?v=ivWWihSve5g



Realização

Promoção

Parceiros Institucionais

Apoio Institucional

Parceiro em Artigos & Projetos

Parceiro de Mídia

Agência de Viagens

Expo

Produção

Secretaria Executiva