POR

Membro do Comitê de Honra, a carioca Carla Juaçaba vê no UIA 2020 RIO oportunidade de “atravessar fronteiras”

14/08/2019
Pavilhão Humanidade, construído no
Forte de Copacabana para a RIO+20, em 2012 /
Celso Brando

Reconhecida mundo afora por trabalhos que englobam sustentabilidade, tecnologia e aspectos socioculturais, a brasileira Carla Juaçaba integra o Comitê de Honra do UIA 2020 RIO, o 27º Congresso Mundial de Arquitetos, que acontece de 19 a 23 de julho do ano que vem.

Nascida no Rio de Janeiro em 1976, Carla se formou em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Santa Úrsula. Desde 2000, atua e desenvolve pesquisas em seu próprio escritório, que está envolvido em programas culturais e projetos privados. Uma característica marcante de suas obras é a preocupação com o contexto do local onde se inserem - clima, luz, natureza e materiais disponíveis.

Em 2013, na Itália, Carla venceu a primeira edição do prêmio arcVision - Mulheres e Arquitetura, que contempla anualmente profissionais internacionais da área que apresentam excelência em seus trabalhos. Ela também foi vencedora do prêmio AREA - Architecture Review Emerging Architecture, de 2018.

Divulgação / UIA 2020 RIO

Para ela, a proposta do UIA 2020 RIO é discutir as melhores maneiras de “atravessar fronteiras”:

- Os limites entre arquitetura e questões sociais têm que ser atravessados. Qualquer tipo de projeto precisa levar em conta contextos e geografias específicas. Quando o Congresso se propõe a reunir pessoas de diferentes países, de diferentes áreas, é para falar de diversidade, modos de adaptação e objetivos em comum.

Em entrevista ao jornal O Globo, Carla Juaçaba reforçou que, para esse tipo de debate, não existem exemplos globais, mas sim soluções locais.

O Pavilhão da Santa Fé, capela construída para o Vaticano na Bienal de Arquitetura de Veneza de 2018, e o Pavilhão Humanidade 2012, instalado no Forte de Copacabana durante a realização da RIO+20, são dois de seus projetos mais conhecidos. Carla é autora de obras como a Casa Varanda, a Casa Santa Teresa e a Casa Rio Bonito.

Entre os confirmados no UIA 2020 RIO e membros do Comitê de Honra, estão também Elizabeth de Portzamparc, do Brasil, Francis Kéré, de Burkina Faso, e Solano Benítez, do Paraguai.

UIA 2020 RIO

Centenas de arquitetos, urbanistas e demais interessados da sociedade civil já garantiram presença no evento, que transformará o Rio no epicentro do debate sobre o futuro das cidades do mundo.

Se você ainda não se inscreveu, vá ao site oficial e aproveite o desconto no primeiro lote.

É a quarta vez que o Congresso Mundial de Arquitetos, que é trienal, acontece na América Latina, sendo a primeira no Brasil. Em 1963, Havana foi a sede; em 1968, Buenos Aires e, em 1978, a Cidade do México. Para sediar o evento em 2020, o Rio de Janeiro competiu com Paris e Melbourne.

O UIA 2020 RIO, que tem como tema "Todos os mundos. Um só mundo. Arquitetura 21", é promovido pela União Internacional de Arquitetos (UIA) e conta com a organização do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), convidando especialistas e entusiastas de cidades mais dinâmicas e justas a debater soluções entre os dias 19 e 23 de julho de 2020. Antes, nos dias 17 e 18, o Rio também será pano de fundo do Fórum Mundial de Cidades Unesco-UIA, que reunirá prefeitos de ex-sedes e lideranças políticas, empresariais, culturais e da sociedade.

RIO CAPITAL MUNDIAL DA ARQUITETURA

O Rio de Janeiro é a primeira Capital Mundial da Arquitetura, título inédito concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) e pela União Internacional dos Arquitetos (UIA). Ao longo de todo o ano de 2020, a cidade sediará uma série de eventos, entre eles o 27º Congresso Mundial de Arquitetos, o Fórum Mundial de Cidades, exposições e concursos públicos. Além de mostrar para o mundo a riqueza arquitetônica do Rio, esta titulação é também uma oportunidade de reflexão sobre o futuro, de planejar o que se quer para as cidades de todo o mundo.

Pavilhão Humanidade, construído no Forte de Copacabana para a RIO+20,
em 2012 / Celso Brando
Capela para o Vaticano na Bienal de Veneza de 2018
/ Federico Cairoli
Casa Santa Teresa / Federico Cairoli
Capela para o Vaticano na Bienal de Veneza de 2018
/ Federico Cairoli
Casa Varanda / Carla Juaçaba
Casa Rio Bonito / Nelson Kon


Realização

Promoção

Parceiros Institucionais

Apoio Institucional

Parceiro em Artigos & Projetos

Agência de Viagens

Expo

Produção

Secretaria Executiva